Assessoria e acompanhamento personalizado na preparação e cuidados corporais para o parto e maternidade - Infância ConTato

Aqui você encontra uma preparação alternativa para o casal gestante, fornecendo ferramentas essenciais para o imediato, médio e longo prazo, sendo útil além da gravidez, parto ou nascimento.

Proposta

Você planeja fazer uma preparação para o parto?

Nenhum “curso” te prepara para a maternidade ou paternidade. Você aprende isso na hora, com seu bebê em seus braços.

Falamos sobre fisiologia, sobre a capacidade natural do corpo de dar à luz, e também o que vem a seguir: as necessidades do bebê de estar com sua mãe recém-nascida, como se preparar para amamentar e quando fazê-lo, quais posições são ideais para o bebê, como acompanhar seu desenvolvimento motor, e o que evitar, etc.

Consiste em 5 encontros para o casal. A proposta é fornecer ferramentas e recursos para facilitar a estrada e torná-la mais agradável, desdramatizar a situação e, acima de tudo, recuperar e se maravilhar com o poder da natureza agindo sobre você.

Os encontros

1- Recursos de alívio mútuo.

  • Evolução corporal da gravidez.
  • Comunicação corporal entre o casal.
  • O que fazer à medida que a barriga cresce.
  • Preparação básica do corpo para dar à luz, acompanhar… E para viver.

Essa reunião é básica. Ele estabelece e adapta códigos de comunicação entre o casal. Eles aprendem a ajudar uns aos outros, e a se concentrar na nova dimensão que estão criando. O que aparece nesta reunião é aprofundar-se cada vez mais no seguinte.

2- Preparação para a Pélvis. Gerando espaço.

  • Exibição do canal de nascimento.
  • O papel fundamental da pélvis para dar à luz.
  • Otimize o desempenho do cabelo. Exercícios como um casal.
  • Preparação do períneo para prevenir a episiotomia.
  • Vídeos.

É um encontro divertido, aqui a mulher começa a conhecer os recursos que ela tem para dar à luz ao seu bebê. Os espaços a serem desenvolvidos podem ser revelados para facilitar e eficaz o parto.

O homem, por outro lado, ao saber o que seu parceiro deve começar a preparar, torna-se seu assistente. Existem tarefas para ambos, pois alguns exercícios são compartilhados e necessários para ambos.

3- Parir

  • Como faço para desencadear um parto fisiológico? Diferença com uma entrega intervenitada ou induzida.
  • Diferenças entre o parto e o próprio parto. Ensaio geral.
  • Possíveis posições para o trabalho de parto em trânsito – Como a dor é minimizada. O leigo eficaz.
  • O papel do companheiro. Que coisas fazer. O que evitar.
  • Vídeos.

A partir desse encontro o casal começa a passar as diferentes opções que aparecem na fase do parto. O mais saudável geralmente é aquele em que o destaque é do casal, não da equipe que atende. O casal aprenderá muitos recursos para enfrentar esse evento, no qual momentos muito diferentes acontecem, com diferentes intensidades e necessidades e saberão o que fazer.

4- Amamentação alegre. O inevitável pós-parto.

  • O corpo em lactação.
  • Emoções no pós-parto.
  • A carne de porco do macho.
  • Preparação de seios e mamilos para amamentação bem sucedida.
  • Tempos e posições de amamentação.
  • Soluções eficazes de eventualidades normais na lactação inicial.
  • Quando a casa.

Esta etapa é uma prioridade na saúde do vínculo entre o bebê e seus guaxinins. A mulher pós-dura precisa de tanta ajuda de seu parceiro quanto o bebê de sua mãe. E o homem, do meio ambiente. Seja o início da vida do bebê ou o início da m(p)aternity são muito delicados e é aconselhável estar na melhor condição para superar esses momentos. Tudo é mais fácil quando os papéis são claros, e todos sabem o que fazer (e o que não). Todo mundo faz um grande esforço nessa adaptação, e amamentar é a desculpa perfeita para dar ao bebê o que ele mais precisa: contato. É por isso que esta reunião é importante: que o veículo funcione (fluxo de leite)

5- Comunicação corporal e emocional entre mãe, pai e bebê.

  • O bebê. Quem é essa pessoa? O que você precisa?
  • Emoções de bebê. Que atitudes criam um senso de confiança em seu bebê.
  • Chorando, gás e cólica.
  • Corpo do bebê: Posições que promovem habilidades motoras gratuitas e saudáveis.
  • Comunicação corporal e emocional com seu filho.

A pessoa é um bebê por um tempo. Transforma-se, pouco a pouco à medida que se desenvolve. Esta primeira etapa marcará para sempre (para o bem ou para o bem) a pessoa que você será. O casal terá muitas ferramentas para cuidar do bebê da maneira mais saudável, sabendo como proporcionar um ambiente e experiências que permitam o desenvolvimento de seu potencial ao máximo.

O programa também é composto por exercícios corporais e suporte ilimitado via whatsapp durante o período do curso.

Você tem alguma dúvida? Manda uma mensagem que eu te explico mais!